[1]
M. Amorim, “ENSINO À DISTÂNCIA EM PERSPECTIVA BAKHTINIANA: QUESTÕES FILOSÓFICAS”, EmRede, vol. 1, nº 1, p. 120-136, jul. 2014.