EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COM FOCO NO ALUNO E AS CONTRIBUIÇÕES DOS DOCENTES PARA A AUTONOMIA NO ENSINO-APRENDIZAGEM: O CASO DO DESIGN INSTRUCIONAL

Autores

  • Andréia Queila Santos Gomury Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.53628/emrede.v5.3.361

Palavras-chave:

Design Instrucional. Aluno. Autonomia. Criatividade

Resumo

O estudo tem por objetivo tratar sobre o desenvolvimento de curso de Educação a Distância (EAD) com foco no aluno. Descrever as contribuições dos docentes, principalmente do design instrucional, para o desenvolvimento da autonomia dos alunos no processo de ensino-aprendizagem. Utilizamos o conceito de (poli)docência. Neste conceito, a categoria docente ultrapassa o fazer pedagógico para além da professoral e se dá em um ambiente hierarquizado, onde há um único objetivo: a autonomia do aluno e seu aprendizado. O estudo torna-se relevante como fonte de pesquisas futuras e para o aprimoramento e elaboração de novas práticas metodológicas com foco mais direcionado ao aluno, principalmente a partir da criatividade dos docentes na utilização das ferramentas didático-pedagógicas oferecidas.

Referências

COSTA, R; MARINS, V. Design didático em ambientes virtuais. 2010. Disponível em: <http://pigead.lanteuff.org/pluginfile.php/39296/mod_resource/content/4/DesignDid%C3%A1tico.pdf>. Acesso em: 24 abr. 2016.

DELL’ORCO, S; MALDONADO, M. Criatividade, pesquisa e inovação: o caminho surpreendente da descoberta. 2010. Disponível em: <http://pigead.lanteuff.org/pluginfile.php/39297/mod_resource/content/5/Criatividade%20Pesquisa%20e%2 0Inova%C3%A7%C3%A3o.pdf>. Acesso em: 14 abr 2016.

FARBIARZ, A e FARBIARZ, J. Reflexão acerca do design de ambientes virtuais de aprendizagem. Revista Tríades: transversalidades, design, linguagens. 2010. Disponível em <http://www.revistatriades.com.br/blog/?page_id=389>. Acesso em 01 set 2016.

FILATO, A. & PICONEZ, S. C. B. Design instrucional contextualizado. 2004. Disponível em: < http://www.abed.org.br/congresso2004/por/pdf/049-TC-B2.pdf>. Acesso em 12 abr 2016.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 31ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 Ed. São Paulo: Atlas, 2002. Disponível em: <http://pt.slideshare.net/abdulcassimoarune/antonio-carlos-gil-2002>. Acesso em: 10 out. 2016.

GROPIUS, W. Minha concepção da Ideia de Bauhaus. In: Bauhaus: novarquitetura. São Paulo: Perspectiva, 1972.

KUENZER, A. Formação de professores para a educação profissional e tecnológica: perspectivas históricas e desafios contemporâneos. In: INEP. Formação de Professores para Educação Profissional e Tecnológica: Brasília, 26, 27 e 28 de setembro de 2006. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2008.

MILL, D; RIBEIRO, L. R; OLIVEIRA, M. Múltiplos enfoques sobre a polidocência na Educação a Distância virtual. In: Polidocência na Educação a Distância: múltiplos enfoques. MILL, Daniel; RIBEIRO, Luiz Roberto; OLIVEIRA, Márcia (Orgs.). São Carlos: EdUFSCar, 2010. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?hl=en&lr=&id=EMR9BAAAQBAJ&oi=fnd&pg=PA9&dq=info:IDedtKx2Gh8J:scholar.google.com&ots=GODDp6qFPX&sig=PNxOWwbNtISmwPqIs9_sQ_Q0BKk&redir_esc=y#v=onepage&q&f=false>. Acesso em 05 mai 2016.

RIBEIRO, R. M. da C.; CARVALHO, C. M. C. N. de. O Desenvolvimento da Autonomia no Processo de Aprendizagem em EAD. Revista Aprendizagem em EAD. Taguatinga:v1, 2012. outubro /2012.

ROBINSON, K. Escolas matam a criatividade? (conferência, TED 2006). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=aQym7WkF5ks. Acesso em: 27 abr 2016.

SANTOS, A. Autonomia do aluno de EAD (vídeo). Publicado em 31/08/2013. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=8BgKmFhmHic>. Acesso em: 09 set 2016.

SARAIVA, T. Educação a Distância no Brasil: lições da história. Em Aberto, Brasília, ano 16, n. 70, abr./jun. 1996.

Publicado

2018-11-05

Como Citar

Gomury, A. Q. S. (2018). EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COM FOCO NO ALUNO E AS CONTRIBUIÇÕES DOS DOCENTES PARA A AUTONOMIA NO ENSINO-APRENDIZAGEM: O CASO DO DESIGN INSTRUCIONAL. EmRede - Revista De Educação a Distância, 5(3), 472-483. https://doi.org/10.53628/emrede.v5.3.361