O USO DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS EM REDE NA CONSTRUÇÃO E DIFUSÃO DO CONHECIMENTO: UM ESTUDO COM ESTUDANTES DE DISCIPLINAS A DISTÂNCIA EM CURSOS PRESENCIAIS DE GRADUAÇÃO

Danila Vasconcelos Oliveira da Luz, Kathia Marise Borges Sales

Resumo


Apresenta resultados de pesquisa sobre o uso das Tecnologias Digitais em Rede (TDR) por estudantes de disciplinas a distância em cursos presenciais de graduação. Neste recorte, são abordadas as interfaces de maior utilização no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e as TDR fora do AVA, utilizadas de forma autônoma pelos estudantes. Desenvolve referencial teórico sobre TDR (LÉVY, LIMA JR, SANTAELLA), apresenta a metodologia da pesquisa e os instrumentos de análise (YIN, STAKE). Como contribuição, aponta para a necessidade de reflexão sobre o uso das interfaces disponíveis no AVA, considerado um espaço de pouca autonomia pelos estudantes em relação a outras TDR fora dele; e para um perfil de estudante mais consumidor do que produtor de conteúdo digital em rede.

Palavras-chave


tecnologia digital em rede; educação a distância; construção e difusão do conhecimento;

Texto completo:

PDF

Referências


LAVILLE, C.; DIONNE, J. A Construção do Saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

LÉVY, P. Cibercultura. 1 ed. São Paulo: Editora 34, 1999.

LIMA Jr, A. Tecnologias Inteligentes e Educação: currículo hipertextual. Rio de Janeiro: Quartet; Juazeiro, BA: FUNDESF, 2005.

LUZ, D. V. O. da. Autonomia Discente para a construção do conhecimento: o uso das tecnologias digitais em rede no contexto da modalidade a distância em cursos presenciais. 156 fls. 2018. Dissertação (Mestrado) – Gestão e Tecnologia Aplicadas à Educação, Departamento de Educação, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2018.

PRENSKY, M. O aluno virou o especialista. Entrevista para a Revista Época. 2010. Disponível em: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI153918-15224,00-MARC+PRENSKY+O+ALUNO+VIROU+O+ESPECIALISTA.html. Acesso em: 19 set. 2017

SALES, K. et al. Desenhos pedagógicos para a educação a distância: experiências vivenciadas na Graduação, Pós-graduação e Extensão na na Universidade do Estado da Bahia - UNEB. In: SOUSA, A. H. de et al. (Orgs.). Práticas de EAD nas Universidades Estaduais e Municipais do Brasil: cenários, experiências e reflexões. ABRUEM, 1ª ed. Florianópolis: Editora UDESC, 2015, p. 277-286.

SANTAELLA, L. A aprendizagem ubíqua substitui a educação formal?. ReCeT - Revista de Computação e Tecnologia da PUC-SP. v. 2, n. 1. 2010. p. 17-22. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/ReCET/article/view/3852. Acesso em: 19 set. 2017.

STAKE, R. Pesquisa Qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Porto Alegre: Artmed, 2011.

VERASZTO, E., et al. Tecnologia: buscando uma definição para o conceito. PRISMA.COM - Revista de Ciências e Tecnologias da Informação e Comunicação, n. 7, Universidade de Aveiro: Portugal, 2008. Disponível em: http://revistas.ua.pt/index.php/prismacom/article/view/681. Acesso em: 06 mar. 2017.

YIN, R. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 2ª edição. Porto Alegre: Bookman, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Danila Vasconcelos Oliveira da Luz, Kathia Marise Borges Sales

EmRede - Revista de Educação a Distância, Porto Alegre, RS, Brasil.

ISSN: 2359-6082

Classificação em Qualis Periódicos B4 (2019)
Indexação (consulte a seção Sobre)


Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional ((CC BY-NC-SA 4.0).