Investigação sobre as potencialidades da videoaula no que tange às emoções e à formação de memórias

Autores

Palavras-chave:

Videoaula, Emoções, Memória de Trabalho

Resumo

Com o advento do Ensino Remoto, as videoaulas tornaram-se parte dos recursos incontornáveis que estão disponíveis para os docentes do mundo todo. Este trabalho apresenta os resultados parciais de uma pesquisa em andamento para investigar as emoções durante a visualização de videoaulas preparadas com base na Teoria da Carga Cognitiva (TCC), e identificar os elementos armazenados na memória de trabalho. Vinte e oito participantes foram distribuídos em três grupos. O primeiro assistiu a uma videoaula fora das diretrizes da TCC e o segundo dentro das diretrizes. O grupo controle assistiu a uma videoaula pronta. Um software capturou as expressões faciais para converter em emoções. Após as videoaulas, um questionário com perguntas abertas foi respondido. Preliminarmente, verificou-se que não houve diferença estatisticamente significativa em relação às emoções (p>0,05) nos três cenários, porém, a média do número de elementos armazenados após a videoaula 2 foi 91% maior que a videoaula 1 (p=0,0054).

Biografia do Autor

Paulo Marcelo Pedroso Pereira, Universidade Federal do Oeste do Pará

Doutorado em Ciências Ambientais (em andamento), pela Universidade Federal do Oeste do Pará (início em 2019); Mestre em Educação pela Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA, 2015); Especialista em Planejamento e Gestão Escolar pelo Instituto Esperança de Ensino Superior (IESPES, 2005); Licenciado em Matemática pela Universidade Federal do Pará (UFPA, 2003). Atualmente, é docente do IESPES, atuando nas áreas de Metodologia Científica e Educação Matemática. Realiza estudos nas áreas de Educação Matemática e Cognição, Memórias e Aprendizagem, com ênfase na Teoria da Carga Cognitiva. Atua como Pesquisador Institucional do IESPES, além de coordenar o Núcleo Acadêmico-Pedagógico da mesma instituição. Atualmente, é membro do Amazon Innovation Group (AMIGO), grupo de pesquisa vinculado à UFOPA e parecerista da Revista Latinoamericana de Etnomatemática: perspectivas socioculturales de la educación matemática.

Carla Marina Costa Paxiúba, Universidade Federal do Oeste do Pará

possui graduação em Ciência da computação pela Universidade Federal do Pará (2003), mestrado em Computação Aplicada pela Universidade Federal do Pará (2007) e doutorado em Ciências Ambientais pela Universidade Federal do Oeste do Pará (2019) . Atualmente é Professora Adjunta na Universidade Federal do Oeste do Pará - UFOPA. Tem experiência na área de Ciência da Computação , com ênfase em Engenharia de Software. Atuando principalmente nos seguintes temas: Processo de desenvolvimento, Ambientes de desenvolvimento de software, qualidade de software e gerenciamento de projetos. Ja atuou como lider de projetos e gestora de equipe de desenvolvimento de software durante nove anos no Serviço Federal de Processamento de Dados atendendo órgãos como Polícia Federal, CVM, Receita Federal, Presidência da República e CGU.

Celson Pantoja Lima , Universidade Federal do Oeste do Pará

Celson Pantoja Lima, Santareno carrega 21 anos de experiência internacional no seu percurso acadêmico, profissional e artístico, tendo vivido 2 anos nos Estados Unidos, 8 anos na França e 11 anos em Portugal, num processo que incluiu mestrado, doutorado, pós-doutorado, docência e atividades de pesquisa. Desde o dia 03 de maio de 2019, ocupa como poeta a cadeira 12 da Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS). Atualmente é Gerente Executivo da Rede de Ensino Superior do SENAI Santa Catarina, e também Professor Associado do programa de Computação da Universidade Federal do Oeste do Pará, no Instituto de Engenharia e Geociências. Também é Coordenador Adjunto do Programa de Doutorado Sociedade Natureza e Desenvolvimento, da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA). Visiting Scholar no grupo Industrial Performance Center (IPC) do Massachusetts Institute of Technology (MIT) em Cambridge, Estados Unidos, de Janeiro de 2014 a Dezembro de 2015, atuando essencialmente num projeto da Confederação Nacional da Indústria, liderado pelo SENAI, focado em Inovação para a Indústria Brasileira. Pós-doutorado junto ao Centre Scientifique et Technique Du Batiment, CSTB, Sophia Antipolis, França (2002), atuando na área de Gestão do Conhecimento. Desde Fevereiro de 2011 é Docente da Universidade Federal do Oeste do Pará. Graduado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1986), mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (1994) e doutorado em Engenharia Electrotécnica e Computadores pela Universidade Nova de Lisboa (2001). De Junho de 2012 a Novembro de 2013 ocupou o cargo de Diretor do Instituto de Engenharia e Geociências da UFOPA. De Maio de 2016 a Maio de 2018 foi coordenador do Programa de Doutoramento da UFOPA intitulado Sociedade, Natureza e Desenvolvimento (PPGSND). É membro do corpo permanente do PPGSND e do mestrado profissional PROFNIT. Seus temas atuais de pesquisa, os quais albergam teses e dissertações, são Inovação Educacional (conceitos e artefatos), Inovação Industrial e Tecnológica, Gestão do Conhecimento e Eficiência Energética. É professor dos programas de pós graduação PPGSND (Doutoramento em Sociedade Natureza e Desenvolvimento) e PROFNIT (Programa de Pós-Graduação em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação), ambos na Ufopa. Publicou mais de 160 artigos completos (periódicos, capítulos de livro e conferências internacionais), tem mais de 2120 citações no Google Scholar, orientou 15 mestrados e 4 doutorados na Europa (Portugal e França), e 6 doutorados no Brasil, sendo 5 na Ufopa e 1 na UFSC. Participou ativamente em projetos europeus de pesquisa no período de Outubro de 1992 até Fevereiro de 2011, tendo sido membro de comitês científicos de inúmeras conferências internacionais e revisor de revistas científicas. Em 2009 foi campeão português da competição Imagine CUP (patrocinada pela Microsoft) categoria de software design, como mentor da equipe do departamento de Engenharia Electrotécnica da Universidade Nova de Lisboa, e representou aquele país na final mundial daquela competição, no Cairo.

Publicado

2021-12-30

Como Citar

Pedroso Pereira, P. M., Costa Paxiúba, C. M., & Pantoja Lima , C. . (2021). Investigação sobre as potencialidades da videoaula no que tange às emoções e à formação de memórias. EmRede - Revista De Educação a Distância, 8(2), 1-20. Recuperado de https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/783

Edição

Seção

Dossiê A educação em rede e a inovação responsáveis em tempos de pandemia