A PRODUÇÃO DE CIBERVÍDEOS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: REFLEXÕES PARA A EDUCAÇÃO ONLINE

Vivian Martins, Edméa Santos

Resumo


Apresentamos, no presente artigo, as noções principais de uma pesquisa de Mestrado em Educação sobre Cibervídeos na Educação Online. O objetivo geral da dissertação foi compreender como os vídeos vêm se materializando e circulando no ciberespaço e, mais especificamente, na educação online, desenvolvendo práticas de produção de gêneros de cibervídeos. Para tanto, utilizamos o método da Pesquisa-formação na Cibercultura, acionando o dispositivo de pesquisa “Oficina de Produção de Cibervídeos” na disciplina Tecnologias e Educação da Licenciatura em Pedagogia da UERJ. Os praticantes da pesquisa alertaram para a possibilidade de mixagem dos cibervídeos de acordo com o cotidiano, possibilitando um olhar para as audiovisualidades, necessário para a produção de vídeos coerente a cibercultura.


Palavras-chave


Cibervídeos. Educação Online. Formação de professores. Pesquisa-formação na Cibercultura

Texto completo:

PDF

Referências


AGUSTONI, M. Convergências entre cinema e vídeo: contaminações e dissoluções limites. In: SANTAELLA, Lúcia. Novas formas do audiovisual. 1. ed. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2016, p. 108-121.

ALVES, N. Decifrando o pergaminho: o cotidiano das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In: OLIVEIRA, Inês Barbosa; ALVES, Nilda (orgs.). Pesquisa nos/dos/com os cotidianos das escolas. 3 ed. Petrópolis: DP&A, 2008, p. 13-38.

DUARTE, R.; ELEÁ, I. Mídia-educação: teoria e prática. In: SANTOS, Edméa. (org.). Mídias e tecnologias na educação presencial e a distância. Rio de Janeiro: LTC, 2016, p. 3-17.

FELINTO, E. As imagens inconstantes: lendo ambiências no cinema. In: SANTAELLA, Lucia (org.) Novas formas do audiovisual. 1 ed. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2016, p. 64-81.

LEMOS, A. Cibercultura: Tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina; Meridional, 2002.

LEMOS, A.; LÉVY, P. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia. São Paulo: Paulus, 2010.

MACHADO, A. Pré-cinemas e pós-cinemas. Campinas: Papirus, 1997.

MACHADO, A. (org.). Made in Brasil: três Décadas do Vídeo Brasileiro. São Paulo: Senac, 2007.

MARTINS, V. Os cibervídeos na educação online: uma pesquisa-formação na cibercultura. 2017. 178 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

MATTOS, C. L. G.; CASTRO, P. A. (org.). Etnografia e educação: conceitos e usos [online]. Campina Grande: EDUEPB, 2011.

MONTAÑO, S. Plataformas de vídeos: apontamentos para uma ecologia do audiovisual da web na contemporaneidade. Porto Alegre: Sulina, 2015.

SANTAELLA, L. Linguagens líquidas na era da mobilidade. 2 ed. São Paulo: Paulus, 2007.

SANTAELLA, L. (org.). Novas formas do audiovisual. 1 ed. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2016. 284 p.

SANTOS, E. O. Pesquisa-formação na cibercultura. 1. ed. Santo Tirso: Whitebooks, 2014. V. 1. 202p.SILVA, Marco. Interatividade: uma mudança fundamental do esquema clássico da comunicação. Senac, 2003. Disponível em: http://www.saladeaulainterativa.pro.br/texto_0009.htm. Acesso em: 14 jan. 2017.

SANTOS, E.; MARTINS, V. Cibervídeos e suas potencialidades para a educação na cibercultura. In: Seminário Internacional Redes Educativas e Tecnologias, 9., 05 a 08 jun. 2017, Rio de Janeiro. Anais [...], Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: http://www.seminarioredes.com.br/ixredes/adm/ trabalhos/diagramados/TR429.pdf. Acesso em: 15 maio 2019.

SPINK, M. J. et al. (org.). A produção de informação na pesquisa social: compartilhando ferramentas. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2014 (publicação virtual).

VARGAS NETTO, M. J. Gestos tecnológicos: o que pensa o YouTube em um curso de formação de professores de uma universidade pública na cidade do Rio de Janeiro? Rio de Janeiro. 120f. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação. Faculdade de Educação. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Vivian Martins, Edméa Santos

URL da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/

EmRede - Revista de Educação a Distância, Porto Alegre, RS, Brasil.

ISSN: 2359-6082

Classificação em Qualis Periódicos B4 (2019)
Indexação (consulte a seção Sobre)


Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional ((CC BY-NC-SA 4.0).