PEDAGOGIAS DAS CONEXÕES: ENSINAR E APRENDER NA SOCIEDADE DIGITAL BLENDED

Autores

DOI:

https://doi.org/10.53628/emrede.v6.2.475

Palavras-chave:

Pedagogias das Conexões, Sociedade Digital Blended, Redes Sociais Digitais, Educação 4.0. Aprendizagem ubíqua em rede.

Resumo

As redes sociais digitais, enquanto fenômeno da cultura contemporânea, potencializam interações sociais, intercâmbio de informações e saberes. O objetivo deste trabalho é problematizar as apropriações das plataformas de redes sociais digitais como modo de compreender o impacto provocado por elas em relação ao ensinar e aprender no contexto da sociedade blended. Trata-se de um estudo netnográfico, utilizando observação participante encoberta para mapear iniciativas educacionais não-formais em plataformas digitais, assumindo a dimensão da cibercultura como referencial teórico e as redes sociais digitais como redes de conexões e interações humanas, que têm na internet um espaço que potencializa a difusão e construção de saberes, instituindo as pedagogias das conexões.



Biografia do Autor

Camila Lima Santana e Santana, INSTITUTO FEDERAL BAIANO

Pedagoga

Mestre em Educação e Contemporaneidade

Doutora em Educação

Professora do IF Baiano

Referências

BARABÁSI, A. L. Linked - a nova ciência dos networks. São Paulo: Leopardo, 2009.

BINET, M., 2011. Da Observação flutuante e encoberta ao Corpus: exploração e consolidação da pesquisa de terreno microetnográfica. Documento de Trabalho do GIID n. 29. Lisboa: FCSH-UNL.

CARBONELL, S. Pedagogias do século XXI: Bases para a inovação educativa. Porto Alegre: Artmed, 2016.

COUTO, E. S. Pedagogias das conexões: compartilhar conhecimentos e construir subjetividades nas redes sociais digitais. In: PORTO, C., and SANTOS, E. (org). Facebook e educação: publicar, curtir, compartilhar [online]. Campina Grande: EDUEPB, 2014.

FRANCO, A. Escola de Redes: novas visões sobre a sociedade, o desenvolvimento, a Internet, a política e mundo globalizado. Curitiba: Escola-de-Redes, 2008.

HINE, C. Virtual Methods and the Sociology of Cyber-Social-Scientific Knowledge. In: HINE, Christine (org.). Virtual Methods. Issues in Social Research on the Internet. Oxford: Berg, 2005.

KOZINETS, R. V. Netnografia: A arma secreta dos profissionais de marketing: Como o conhecimento das mídias sociais gera inovação. 2010. Disponível em: http://bravdesign.com.br/wp-content/uploads/2012/07/ netnografia_portugues.pdf. Acesso em: 10 mar. 2019.

LASTA, E.; BARRICHELLO, E. M. R. Proposta de uma matriz de análise de estratégias sociotécnicas de visibilidade e legitimidade presentes em blogs corporativos. In: INTERCOM – RBCC. São Paulo, v.36, n.1, p. 249-268, jan./jun. 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/interc/v36n1/13.pdf>. Acesso em: 18 dez. 2018.

LÈVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

McLUHAN, M. El aula sin muros. Barcelona: Cultura Popular, 1986.

MOREIRA, A. Blended (e)Learning na Sociedade Digital (Estudos Pedagógicos Dinâmicas Educacionais Contemporâneas, Livro 5). Whitebooks. Edição do Kindle.

MOREIRA, J.A. BARROS, D. MONTEIRO, A. (org.) Educação a Distância e eLearning na Web Social. Santo Tirso: Whitebooks.

MOREIRA, A. Blended (e)Learning na Sociedade Digital (Estudos Pedagógicos Dinâmicas Educacionais Contemporâneas Livro 5). Whitebooks. Edição do Kindle.

SANTAELLA, L. A aprendizagem ubíqua substitui a educação formal?. ReCeT: Revista de Computação e Tecnologia da PUC-SP, v. 2, p. 17-22, 2010.

SANTANA, C. L. S. Pedagogia das conexões: Notas sobre educação e redes sociais digitais. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE TIC NA EDUCAÇÃO - CHALLENGES 2019, XI, 2019, Braga. (Anais…). Braga: UMINHO, 2019, 955-966.

SANTANA, C. L. S. Visibilidade mediada: estratégias e ações docentes no Twitter. 2014. 257f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014.

SANTANA, C. L. S. Aprendizagem em rede: novos olhares sobre o Orkut. 2008. 180f. Dissertação (Mestrado em Educação e Contemporaneidade). Departamento de Educação, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, 2008.

SCHWAB, K. A Quarta Revolução Industrial. São Paulo: Edipro, 2019.

SHIRKY, C. A cultura da participação: criatividade e generosidade no mundo conectado. Trad. Celina Portocarrero. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

SIEMENS, G. Connectivism: A Learning Theory for the Digital Age. In: International Journal of Instructional Technology & Distance Learning, v. 2, n. 1., 2005. Disponível em: http://www.itdl.org/Journal/ Jan_05/article01.htm. Acesso em: 08 fev. 2019.

SÁ, S. P.; POLIVANOV, B. Presentificação, vínculo e delegação nos Sites de Redes Sociais. Comunicação, Mídia e Consumo (São Paulo. Impresso), v. 9, p. 13-36, 2012. Disponível em: http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc/article/view/341. Acesso em: 08 fev. 2019.

ZAGO, G. Recirculação jornalística no Twitter: filtro e comentário de notícias por interagentes como uma forma de potencialização da circulação. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Informação). Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2011. 204p. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/28921. Acesso em: 08 fev. 2019.

Publicado

2019-10-22

Como Citar

Santana, C. L. S. e. (2019). PEDAGOGIAS DAS CONEXÕES: ENSINAR E APRENDER NA SOCIEDADE DIGITAL BLENDED. EmRede - Revista De Educação a Distância, 6(2), 184-202. https://doi.org/10.53628/emrede.v6.2.475

Edição

Seção

Dossiê Ensino Híbrido ou Blended Learning