Extensão Universitária na modalidade a distância: reflexões sobre mídia e educação na Educação Básica

Autores

  • Roselaine Ripa UDESC
  • Tania Regina Unglaub UDESC

Palavras-chave:

Extensão Universitária, Formação Docente, Mídia, Educação, Indústria Cultural

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de apresentar resultados da ação de extensão “Infância.com: construindo diálogos entre indústria cultural e educação”, integrante do Programa de Extensão “Diálogos entre Indústria Cultural e Educação: desafios e possibilidades na Educação Básica”, desenvolvido de 2016 a 2019, no CEAD/UDESC. Esse programa teve origem na necessidade de efetivar discussões sobre as relações entre mídia e educação no contexto escolar e foi composto por três ações extensionistas. Este trabalho irá focar na ação que foi desenvolvida por meio de um curso na modalidade a distância, oferecido para estudantes de graduação, profissionais da Educação e comunidade em geral interessada no tema.

Biografia do Autor

Roselaine Ripa, UDESC

Possui graduação em Pedagogia (2000) pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, com habilitações em Administração Escolar, Magistério das Séries Iniciais, Magistério do Ensino Médio e Orientação Educacional. Possui Mestrado (2005) e Doutorado em Educação (2010), na área de Fundamentos da Educação, pela UFSCar. É especialista em Planejamento, Implementação e Gestão em EaD (2012), pela UFF. É professora adjunta na Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, no Centro de Educação a Distância (CEAD), em Florianópolis -SC. Em maio de 2016 assumiu a Direção de Ensino do CEAD. É líder do Grupo de Pesquisa "Nexos: Teoria Crítica e Pesquisa Interdisciplinar - Sul" (CNPQ/UDESC), atuando nos seguintes temas: educação a distância e trabalho docente, mídia e educação e tecnologias e indústria cultural.

Referências

ADORNO, T. W, HORKHEIMER, M. A dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1985.

ADORNO, T. W. Educação e Emancipação. Tradução: Wolfgang Leo Maar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003.

ADORNO, T. W. Teoria da Semiformação. Tradução: Newton Ramos-de-Oliveira. In: PUCCI, B.; ZUIN, A. A. S.; LASTÓRIA, L. A. C. N. (Org.). Teoria Crítica e Inconformismo: novas perspectivas de pesquisa. Campinas-SP: Autores Associados, 2010.

ARRUDA, E. P.; ARRUDA, D. E. P. Educação a Distância no Brasil: Políticas Públicas e Democratização do Acesso ao Ensino Superior. Educação em Revista. Belo Horizonte, v. 31, n. 3, jul./set. 2015, p. 321-338.

BELLONI, M. L. Mídia-Educação: a mediação escolar indispensável para a cidadania. In: BELLONI, M. L. O que é mídia-educação. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

BRASIL. Plano Nacional de Extensão Universitária. Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras e SESu/MEC Brasil, 2000/2001.

COSTA, B.C.G. Indústria Cultural: análise crítica e suas possibilidades de revelar ou ocultar a realidade. In: PUCCI, B. (Org.). Teoria Crítica e Educação: a questão da formação cultural na Escola de Frankfurt. Petrópolis: Vozes; São Carlos: EDUFSCAR, 1994.

CRIANÇA, a alma do negócio. Produção: Estela Renner e Marcos Nisti. São Paulo: Maria Farinha Produções, 2007. 90 min. Color. Port.

FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? 13. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

HABOWSKI, A. C.; CONTE, E.; JACOBI, D. F. Interlocuções e discursos de legitimação em EaD. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 28, n. 106, p. 178-197, mar. 2020. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40362020000100178&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 29 jun. 2020.

KETZER, S. M. A criança, a produção cultural e a escola. In: JACOB, S. (Org.). A criança e a produção cultural: do brinquedo à literatura. Porto Alegre: Mercado Aberto, 2003.

MAAR, W. Educação crítica, formação cultural e emancipação política na escola de Frankfurt. In: PUCCI, B. (Org.). Teoria crítica e educação: a questão da formação cultural na Escola de Frankfurt. Petrópolis: Vozes; São Carlos: EDUFSCAR, 1994.

ONU. Convenção sobre os Direitos da Criança. 1989. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/convencao-sobre-os-direitos-da-crianca Acesso em: 29 jun. 2020.

POSTMAN, N. O desaparecimento da infância. Rio de Janeiro: Graphia, 1999.

RIPA, R. Indústria Cultural e Educação: qual é a minha marca? Dissertação de Mestrado. São Carlos, São Paulo: UFSCar, 2005.

SANTOS, B. S. A universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da universidade. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2014.

UDESC. RESOLUÇÃO Nº 015/2019 – CONSUNI/UDESC, que institui e regulamenta a Política de Extensão Universitária da Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC. Florianópolis, 2019. Disponível em: http://secon.udesc.br/consuni/resol/2019/015-2019-cni.pdf. Acesso em: 29 jun. 2020.

Publicado

2020-11-06

Como Citar

Ripa, R., & Unglaub, T. R. (2020). Extensão Universitária na modalidade a distância: reflexões sobre mídia e educação na Educação Básica. EmRede - Revista De Educação a Distância, 7(2), 173-189. Recuperado de https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/586

Edição

Seção

Dossiê Extensão na Educação a Distância