Ensino Remoto Emergencial durante a pandemia de COVID-19: a visão dos professores de escolas de Línguas de Curitiba sobre o ensino com crianças

Autores

DOI:

https://doi.org/10.53628/emrede.v8.1.694

Palavras-chave:

Ensino Remoto Emergencial, Ensino de Linguas, Tecnologia, Pandemia, Ensino de crianças

Resumo

Este artigo analisa como professores de escolas de língua inglesa de Curitiba utilizam o formato Ensino Remoto Emergencial (ERE) durante a pandemia da COVID-19, especificamente para alunos de 06 a 10 anos. Esta é uma pesquisa descritiva do tipo levantamento, que coletou dados sobre a visão dos professores e as estratégias utilizadas durante o ERE. Foram identificadas as medidas tomadas nas primeiras semanas; as dificuldades técnicas, pedagógicas e pessoais; a relação dos professores com a tecnologia e as estratégias utilizadas ou adaptadas para o ensino com crianças na faixa etária estipulada. O ERE possibilitou aos professores adquirirem novas habilidades ou adaptarem as que já possuíam e incentivou o uso da tecnologia. Essa medida, contudo, precisa de aprimoramento e mais capacitações.

 

Biografia do Autor

Andressa Mara Dahmer, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Graduanda no curso de Licenciatura em Letras Inglês, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Fabiana Bora Medeiros, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Graduanda do curso em licenciatura em letras inglês, na Universidade Federal do Paraná (UTFPR).

Claudia Beatriz Monte Jorge Martins, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Doutora em Tecnologia pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Professora efetiva da UTFPR – Departamento Acadêmico de Línguas Estrangeiras Modernas (DALEM).

Referências

ANSCOMBE, T. Proteja nossas crianças e jovens. AVG, 2014. Disponível em: https://crianca.mppr.mp.br/arquivos/File/publi/internet/avg_ebook.pdf. Acesso em: 22 out. 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FRANCHISING (ABF). Franquias de Serviços Educacionais. 2021. Disponível em: https://franquias.portaldofranchising.com.br/franquias-de-servicos-educacionais/. Acesso em: 02 set. 2020.

BANCO MUNDIAL. Políticas Educacionais na Pandemia da Covid-19: O que o Brasil pode aprender com o resto do Mundo?. 2020. Disponível em: http://pubdocs.worldbank.org/en/413781585870205922/pdf/POLITICAS-EDUCACIONAIS-NA-PANDEMIA-DA-COVID-19-O-QUE-O-BRASIL-PODE-APRENDER-COM-O-RESTO-DO-MUNDO.pdf. Acesso em: 12 ago. 2020.

BBC NEWS BRASIL. Por que uma nova pandemia nos próximos anos é praticamente inevitável. 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-53758807. Acesso em: 17 ago. 2020.

BLIKSTEIN, P. et al. Como estudar em tempos de pandemia. 2020. Disponível em: https://epoca.globo.com/como-estudar-em-tempos-de-pandemia-24318249. Acesso em: 02 set. 2020.

BRASIL. Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 27933, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/l9394.htm. Acesso em: 10 set. 2020.

BRASIL. Decreto nº 9057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 , que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 3., 26 mai. 2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/decreto/d9057.htm. Acesso em: 06 abr. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Fundação Oswaldo Cruz. Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia COVID-19: recomendações gerais. Brasília: MS/FIOCRUZ, 2020. Disponível em: https://www.fiocruzbrasilia.fiocruz.br/wp-content/uploads/2020/04/Sa%C3%BAde-Mental-e-Aten%C3%A7%C3%A3o-Psicossocial-na-Pandemia-Covid-19-recomenda%C3%A7%C3%B5es-gerais.pdf. Acesso em: 14 out. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. MEC orienta instituições sobre ensino durante pandemia. 2020. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/educacao-e-pesquisa/2020/06/mec-orienta-instituicoes-sobre-ensino-durante-pandemia. Acesso em: 21 ago. 2020.

DEREVECKI, R. Seu filho está desanimado com as aulas online e tem saudade da escola? Saiba como ajudá-lo. 2020. Disponível em: https://www.semprefamilia.com.br/educacao-dos-filhos/seu-filho-desanimado-aulas-online-saudade-escola-saiba-como-ajuda/. Acesso em: 22 out. 2020.

ESCOLAS EXPONENCIAIS. Como as escolas ao redor do mundo têm lidado com a suspensão das aulas?. 2020. Disponível em: https://escolasexponenciais.com.br/tendencias-e-metricas/como-as-escolas-ao-redor-do-mundo-tem-lidado-com-a-suspensao-das-aulas/. Acesso em: 03 set. 2020.

FARIAS, M. S. et al. Ensino remoto e tecnologia: uma nova postura docente na educação pós-pandemia. In: CONGRESSO NACIONAL DE DUCAÇÃO, 7., 2020, Maceió. Anais eletrônicos [...]. Campina Grande: Realize Editora, 2020. Disponível em: https://editorarealize.com.br/artigo/visualizar/68528. Acesso em 18 nov. 2020.

GALLAS, D. Coronavírus na escola: o que diz a ciência sobre os riscos da volta às aulas?. 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-53681929. Acesso em: 13 ago. 2020.

GAROFALO, D. O que esperar da educação pós-pandemia. 2020. Disponível em: https://www.uol.com.br/ecoa/colunas/debora-garofalo/2020/05/13/o-que-esperar-da-educacao-pos-pandemia.htm. Acesso em: 18 nov. 2020.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GRATÃO, P. Coronavírus: Com aulas online, escolas de idiomas driblam evasão e conquistam novos alunos. 2020. Disponível em: https://revistapegn.globo.com/apoie-o-negocio-local/noticia/2020/04/coronavirus-com-aulas-online-escolas-de-idiomas-driblam-evasao-e-conquistam-novos-alunos.html. Acesso em: 02 set. 2020.

HODGES, C. et al. The Difference Between Emergency Remote Teaching and Online Learning. 2020. Disponível em: https://er.educause.edu/articles/2020/3/the-difference-between-emergency-remote-teaching-and-online-learning. Acesso em: 21 ago. 2020.

INSTITUTO PENÍNSULA. Sentimento e percepção dos professores brasileiros nos diferentes estágios do Coronavírus no Brasil: março de 2020. 2020a Disponível em: https://institutopeninsula.org.br/wp-content/uploads/2020/05/Pulso-Covid-19_-Instituto-Peni%CC%81nsula.pdf. Acesso em: 02 set. 2020.

INSTITUTO PENÍNSULA. Sentimento e percepção dos professores brasileiros nos diferentes estágios do Coronavírus no Brasil: estágio intermediário - maio de 2020. 2020b. Disponível em: https://www.institutopeninsula.org.br/wp-content/uploads/2020/05/Covid19_InstitutoPeninsula_Fase2_at%C3%A91405-1.pdf. Acesso em: 02 set. 2020.

INSTITUTO PENÍNSULA. Sentimento e percepção dos professores brasileiros nos diferentes estágios do coronavírus no Brasil: estágio controlado - agosto de 2020. 2020c. Disponível em: https://www.institutopeninsula.org.br/wp-content/uploads/2020/08/Sentimentos_-fase-3.pdf. Acesso em: 02 set. 2020.

JOHNS HOPKINS. COVID-19 Dashboard by the Center for Systems Science and Engineering (CSSE) at Johns Hopkins University (JHU). 2020. Disponível em: https://coronavirus.jhu.edu/map.html. Acesso em: 20 ago. 2020.

JOYE, C. R.; MOREIRA, M. M.; ROCHA, S. S. D.. Educação a Distância ou Atividade Educacional Remota Emergencial: em busca do elo perdido da educação escolar em tempos de COVID-19. Research, Society and Development, v. 9, n. 7, p. e521974299-e52197429, 2020. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4299/3757. Acesso em: 07 abr. 2021.

MARTINS, C. B. M. J.. Fatores que influenciam a aceitação da Internet como ferramenta educacional nas escolas de línguas de Curitiba. 2002. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Programa de

Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/82674/195119.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 20 ago. 2020.

MOREIRA, H.; CALEFFE; L. G. Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

MOREIRA, H. Motivation profiles of physical education teachers. 1995. Tese (Doutorado) - University of Exeter, Exeter, Great Britain, 1995.

NÚCLEO CIÊNCIA PELA INFÂNCIA (NCPI). Repercussões da Pandemia de COVID-19 no Desenvolvimento Infantil. São Paulo: Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, 2020. Disponível em: https://ncpi.org.br/wp-content/uploads/2020/05/Working-Paper-Repercussoes-da-pandemia-no-desenvolvimento-infantil-3.pdf. Acesso em: 21 ago. 2020.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Policy Brief: education during covid-19 and beyond. United Nations Sustainable Development Group, 2020. Disponível em: https://unsdg.un.org/resources/policy-brief-education-during-covid-19-and-beyond. Acesso em: 09 set. 2020.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS). Timeline: WHO's COVID-19 response. 2020. Disponível em: https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/interactive-timeline#event-72. Acesso em: 20 ago. 2020.

PARANÁ. Secretaria Estadual de Educação. Aula Paraná segue o modelo ideal recomendado pela Unesco. 2020. Disponível em: http://www.aen.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=106799&tit=Aula-Parana-segue-o-modelo-ideal-recomendado-pela-Unesco-. Acesso em: 21 ago. 2020.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA (SBP). Grupo de Trabalho Saúde na Era Digital. Manual de Orientação: menos telas, mais saúde. 2019. Disponível em: https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/_22246c-ManOrient_-__MenosTelas__MaisSaude.pdf. Acesso em: 19 out. 2020.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). UN Secretary-General warns of education catastrophe, pointing to UNESCO estimate of 24 million learners at risk of dropping out. 2020. Disponível em: https://en.unesco.org/news/secretary-general-warns-education-catastrophe-pointing-unesco-estimate-24-million-learners-0. Acesso em: 13 ago. 2020.

FUNDO INTERNACIONAL DE EMERGÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA (UNICEF). COVID-19: Are children able to continue learning during school closures?. New Iork: UNICEF, 2020. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/media/10006/file/remote-learning-factsheet.pdf. Acesso em: 03 set. 2020.

WALKER, S. The Landmark Review of English language Teaching in Brazil. Brasília, dez. 2005. Disponível em: https://docplayer.net/52344284-The-landmark-review-of-english-language-teaching-in-brazil.html. Acesso em: 03 set. 2020.

Publicado

2021-07-16

Como Citar

Duarte Ross, A., Mara Dahmer, A., Bora Medeiros, F. ., & Monte Jorge Martins, C. B. . (2021). Ensino Remoto Emergencial durante a pandemia de COVID-19: a visão dos professores de escolas de Línguas de Curitiba sobre o ensino com crianças. EmRede - Revista De Educação a Distância, 8(1). https://doi.org/10.53628/emrede.v8.1.694