Afetividade na relação professor-aluno no ensino remoto emergencial: uma experiência de estágio

Una experiencia de pasantía

Autores

DOI:

https://doi.org/10.53628/emrede.v8.1.734

Palavras-chave:

Afetividade, Ensino remoto, Relação professor-aluno

Resumo

Objetiva-se investigar as possibilidades de construção da relação afetiva professor-aluno durante o processo de aprendizagem no contexto de ambiente virtual emergencial, decorrente da pandemia de COVID-19, a partir de um estudo de caso etnográfico e abordagem mista. Fundamenta-se em Wallon, Vigotski e Leite para pensar a afetividade presente nas decisões pedagógicas, além de outros estudos. Os resultados indicam que, apesar da falta da presença física e interação face a face, as limitações do Ensino Remoto não são impeditivos para o estabelecimento de relações afetivas positivas, embora o cenário em questão acarrete problemas e desafios educacionais que não podem ser desconsiderados.

 

Biografia do Autor

Gustavo Mendonça Mota, Universidade Federal de Goiás

Graduando em Psicologia, bacharelado e licenciatura, pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Estagiário na Escola Interamérica de Goiânia como auxiliar educacional. Representante da Rede Acadêmica de Psicologia, pela Rede de Psicologia. Principais áreas de interesse: clínica e educacional.

Jordana Gracielle de Jesus Sousa, Universidade Federal de Goiás

Graduanda em Psicologia Licenciatura e Bacharelado pela Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de educação inclusiva (2018), como mediadora pedagógica no Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (CEPAE/UFG) e possui Curso de Formação em Docência Inclusiva (2018), pela mesma instituição. Está desenvolvendo Iniciação Científica a partir do projeto: "Um estudo sobre como a Afetividade tem comparecido nas escolas de Educação Básica", em 2020.1. Tem interesse na interface entre Psicologia e Educação, Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem e Psicologia Clínica.

Referências

BBC NEWS BRASIL. Coronavírus: OMS declara pandemia do novo coronavírus Sars-Cov-2. 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-51842518. Acesso em: 15 nov. 2020.

BRASIL. Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 3, 25 mai. 2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/decreto/D9057.htm. Acesso em: 05 nov. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 544, de 16 de junho de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais, enquanto durar a situação de pandemia do novo conoravírus - Covid-19, e revoga as Portarias MEC nº 343, de 17 de março de 2020, nº 345, de 19 de março de 2020, e nº 473, de 12 de maio de 2020. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, n. 114, p. 62, 17 jun. 2020a. Disponível em: http://www.in.gov.br/web/dou/-/portaria-n-544-de-16-de-junho-de-2020- 261924872. Acesso em: 28 mar. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação da pandemia do Novo Coronavírus–COVID-19. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 39, 18 mar. 2020b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/Portaria/PRT/Portaria%20n%C2%BA%20343-20-mec.htm. Acesso em: 15 nov. 2020.

CRESWELL, J. W. Procedimentos de métodos mistos. In: CRESWELL, J. W. Projeto de Pesquisa: Métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GALVÃO, I. Expressividade e emoções segundo a perspectiva de Wallon. In: ARANTES, V. A. (Org.). Afetividade na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 2003.

GOIÁS. Secretaria de Estado da Saúde. Nota Técnica SES – GO nº: 1/2020 - GAB- 03076, de 15 março de 2020. Dispõe da Paralisação das Aulas em todos os níveis educacionais, públicos e privados, por 15 dias, podendo ser prorrogável. Goiás: SES/GO, 2020. Disponível em: https://www.saude.go.gov.br/files/banner_coronavirus/notatecnica.pdf. Acesso em: 15 nov. 2020.

JOYE, C. R.; MOREIRA, M. M.; ROCHA, S. S. D. Educação a Distância ou Atividade Educacional Remota Emergencial: em busca do elo perdido da educação escolar em tempos de COVID-19. Research, Society and Development, Vargem Grande Paulista, v. 9, n. 7, p. e521974299, mai. 2020. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4299. Acesso em: 08 nov. 2020.

LEITE, S. A. S. Afetividade nas práticas pedagógicas. Temas em psicologia, Ribeirão Preto, v. 20, n. 2, p. 355-368, dez. 2012. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=513751440006. Acesso em: 04 nov. 2020.

LIMA, M. S. L.; PIMENTA, S. G. Estágio e docência: diferentes concepções. Poíesis Pedagógica, Catalão, v. 3, n. 3-4, p. 5-24, out. 2006. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/poiesis/article/view/10542. Acesso em: 05 nov. 2020.

MAHONEY, A. A. A constituição da pessoa: desenvolvimento e aprendizagem. In: MAHONEY, A. A.; ALMEIDA, L. R. (Org.). A constituição da pessoa na proposta de Henri Wallon. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

MAHONEY, A. A.; ALMEIDA, L. R. Afetividade e processo ensino-aprendizagem: contribuições de Henri Wallon. Psicologia da Educação, São Paulo, n. 20, p. 11-30, 2005. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/psicoeduca/article/view/43324. Acesso em: 15 nov. 2020.

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO (PROGRAD). Geografia: Licenciatura: Goiânia. 2020. Disponível em: https://prograd.ufg.br/p/8959-geografia-licenciatura-goiania. Acesso em: 22 nov. 2020.

SÁ, A. C. A. M. et al. (Org.). Diretrizes didático-pedagógicas para a organização do ensino remoto na UFG. Goiânia: CEGRAF UFG, 2020. Ebook. Disponível em: https://publica.ciar.ufg.br/ebooks/ensino-remoto- UFG /index.html. Acesso em: 10 nov. 2020.

SANTOS, J. L. G. et al. Integração entre dados quantitativos e qualitativos em uma pesquisa de métodos mistos. Texto & contexto: enfermagem, Florianópolis, v. 26, n. 3, e1590016, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072017000300330&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 30 mar. 2021.

TASSONI, E. C. M. Afetividade e aprendizagem: a relação professor-aluno. Psicologia, análise e crítica da prática educacional. Campinas: ANPED, 2000.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (UFG). RESOLUÇÃO - CEPEC Nº 1541. Estabelece a política para a formação de professores(as) da educação básica, da Universidade Federal de Goiás (UFG), e dá outras providências, revogando-se a Resolução CEPEC nº 631/2003. Goiás: UFG, 2017. Disponível em: https://sistemas.ufg.br/consultas_publicas/resolucoes/arquivos/Resolucao_CEPEC_2017_1541.pdf. Acesso em: 30 mar 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (UFG). Portaria SEI nº 10, de 10 de junho de 2020. Dispõe sobre o Plano Emergencial de Conectividade para estudantes da UFG. Goiás: UFG, 2020a. Disponível em: https://files.cercomp.UFG.br/weby/up/93/o/SEI_UFG_-_1378882_-_PORTARIA_PEC_SEI.pdf?1592344091. Acesso em: 30 mar 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (UFG). Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Geografia. Goiás: UFG, 2015. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/51/o/PPC_Geografia_2015_-_Licenciatura_IESA_UFG_-_atualizado_07maio2019.pdf. Acesso em: 30 mar. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS (UFG). Resolução CONSUNI Nº 0027/2020, de 06 de julho de 2020. Regulamenta o empréstimo emergencial de equipamentos de informática aos discentes de educação básica, graduação e pós-graduação stricto sensu, durante o período excepcional de isolamento social, enquanto durar a situação de pandemia do novo coronavírus - Covid-19. Goiás: UFG, 2020b. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/93/o/Resolucao_CONSUNI_2020_0027-SEI.pdf?1594155300. Acesso em: 30 mar. 2020.

VIÉGAS, L. S. Reflexões sobre a pesquisa etnográfica em Psicologia e Educação. Diálogos possíveis, Salvador, v. 1, n. 9, p. 101-123, jan./jun. 2007. Disponível em: https://tuxdoc.com/download/reflexoes-sobre-a-pesquisa-etnografica-em-psicologia-e-educaao_pdf. Acesso em: 22 nov. 2020.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

WALLON, H. A evolução psicológica da criança. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

Publicado

2021-07-16

Como Citar

Mendonça Mota, G., Sousa, J. G. de J. ., Becker, T. P. de A. ., & Paranahyba, J. de C. B. (2021). Afetividade na relação professor-aluno no ensino remoto emergencial: uma experiência de estágio: Una experiencia de pasantía. EmRede - Revista De Educação a Distância, 8(1). https://doi.org/10.53628/emrede.v8.1.734