Inteligência artificial na Educação Superior - avanços e dilemas na produção acadêmica

Autores

Palavras-chave:

Inteligência Artificial, Educação Superior, Produção Acadêmica

Resumo

A Educação Superior no Brasil tem sido impactada pelas possiblidades da inteligência
artificial (IA), em especial em relação à escrita científica. O
objetivo deste artigo é identificar lacunas, avanços e dilemas no que concerne à implementação da
inteligência artificial no ensino superior, sobretudo na produção de textos acadêmicos. Para tanto, esta
pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória utiliza a hermenêutica reconstrutiva para entender o uso
da IA na produção acadêmica, considerando dilemas éticos e legais. Como resultado, avaliou-se o
potencial de recursos de IA para aprimorar textos acadêmicos, destacando a importância da proteção
de dados e da propriedade intelectual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Marcello Ferreira, Universidade de Brasília (UnB), Brasília, Distrito Federal, Brasil, marcellof@unb.br

.

Marcos Rogério Martins Costa, Universidade de Brasília (UnB), Brasília, Distrito Federal, Brasil, marcos.costa@unb.br

.

Érika Nazaré Gadelha Meira, Escrita com Ciência (EC), Brasília, Distrito Federal, Brasil, gadelhaerika01@gmail.com

.

Olavo Leopoldino da Silva Filho, Universidade de Brasília (UnB), Brasília, Distrito Federal, Brasil, olavolsf@unb.br

.

Referências

ANDRADE, J. L.; FRANCISCO, A. S. L; MENEGUSSI, R. A influência da inteligência artificial na educação. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. ano 4, ed. 7, v. 08, p. 50-60. jul. 2019.

ARAÚJO, M. O uso de inteligência artificial para a geração automatizada de textos acadêmicos: plágio ou meta-autoria?. Logeion: Filosofia da Informação, v. 3, n. 1, 2016.

BRYSON, J.; WINFIELD, A. Standardizing Ethical Design for Artificial Intelligence and Autonomous Systems. Computer, v. 50, n. 1, p. 116-119, 2017.

DONATO H, DONATO M. Etapas na Condução de uma Revisão Sistemática. Acta Medica Portuguesa, v. 32, n. 3, p. 227-235, 2019.

FIORIN, J. L. (org.). Novos caminhos da linguística. São Paulo: Contexto, 2017.

GONSALES, P. Inteligência Artificial, educação e pensamento complexo: caminhos para religação de saberes. 131f. 2022. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Programa de Estudos Pós Graduados em Tecnologias da Inteligência e Design Digital, São Paulo, 2022.

GONZALEZ ARENCIBIA, Mario; MARTINEZ CARDERO, Dagmaris. Dilemas éticos en el escenario de la inteligencia artificial. Economía y Sociedad, Heredia, v. 25, n. 57, p. 93-109, June 2020.

HARTMANN PEIXOTO, F. Inteligência artificial e direito: convergência ética e estratégica. Curitiba: Alteridade Editora, 2020.

HOLMES, W.; BIALIK, M.; FADEL, C. Artificial Intelligence in Education: promises and implications for Teaching & Learning. Boston: Center for Curriculum Redesign, 2019.

LAUTERJUNG, B. ChatGPT lidera ranking de IA's mais utilizadas do mundo, aponta pesquisa. TI Inside, Inteligência artificial. 2 set. 2023. Disponível em: https://tiinside.com.br/02/12/2023/chatgpt-lidera-ranking-de-ias-mais-utilizadas-do-mundo-aponta-pesquisa/ Acesso em: 07 jan. 2024

LEE, K.-F. Inteligência artificial. Tradução de Marcelo Barbão. Rio de Janeiro: Globo Livros, 2019

MATOS, L. C. S. Inteligência artificial & educação online na escola pública: possibilidades e alcances. 2022.176 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2022.

MCCARTHY, J. What is artificial intelligence? Whaisaid. Stanford University. 2 nov. 2007. Disponível em: https://www-formal.stanford.edu/jmc/whatisai.pdf Acesso em: 05 jan. 2024.

NALINI, Jose Renato. Ética geral e profissional. 5. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2006.

PERES, F. A literacia em saúde no ChatGPT: explorando o potencial de uso de inteligência artificial para a elaboração de textos acadêmicos. Ciência & Saúde Coletiva. v. 29, n. 1, p. 1-13, 2024. Disponível em: http://cienciaesaudecoletiva.com.br/artigos/a-literacia-em-saude-no-chatgpt-explorando-o-potencial-de-uso-de-inteligencia-artificial-para-a-elaboracao-de-textos-academicos/18759. Acesso em: 05 jan. 2024

PETROU, S; KWON, J; MADAN, J. A practical guide to conducting a systematic review and meta-analysis of health state utility values. Pharmacoeconomics. v. 36, p. 1043-1061, 2018.

POZZEBON, E.; FRIGO, L. B.; BITTENCOURT, G. Inteligência Artificial na educação universitária: quais as contribuições? Revista do CCEI, Bagé, RS, v. 8, n.13, p. 34-41, 2004.

SAYAD, A. Le V. Inteligência artificial e seu impacto no desenvolvimento do pensamento crítico. 2022. Dissertação (Mestrado em Tecnologias da Inteligência e Design Digital) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologias da Inteligência e Design Digital da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2022.

SCHERER, M. Regulating Artificial Intelligence Systems: Risks, Challenges, Competencies, and Strategies. Harvard Journal of Law & Technology, v. 29, n. 2, p. 354-400, 2016.

SOUZA, M. N. M. de et al. Do GPT 3 ao ChatGPT: potencialidades e alertas no enfoque da produção acadêmica brasileira. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 16, n. 47, p. 599–620, 2023

VICARI, R. M. Tendências em inteligência artificial na educação no período de 2017 a 2030: Sumário executivo. Brasília: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI, Serviço Social da Indústria, 2018.

Publicado

2024-07-02

Como Citar

Ferreira, M., Costa, M. R. M., Meira, Érika N. G., & Filho, O. L. da S. (2024). Inteligência artificial na Educação Superior - avanços e dilemas na produção acadêmica. EmRede - Revista De Educação a Distância, 11. Recuperado de https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/1019

Edição

Seção

Artigos