QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NA ESCOLA DO TRABALHADOR: POR UMA NOVA ECOLOGIA DO CONHECIMENTO

Wilsa Maria Ramos, Rute Nogueira de Morais Bicalho, Danielle Xabregas Pamplona Nogueira, Lívia Veleda Sousa Melo, Janaína Angelina Teixeira

Resumo


A "Escola do Trabalhador" tem por finalidade oferecer cursos MOOC voltados à qualificação profissional do Trabalhador. Este artigo tem como objetivo discutir os princípios educacionais, estratégias e recursos multimídias adotados na construção da proposta pedagógica da Escola do Trabalhador em suas primeiras fases de implementação entre 2017 e 2019. Conclui-se que as decisões estratégicas de adoção dos MOOC, apoiados nos princípios do e-learning, no uso do PDCA e do modelo ADDIE resultaram em um modelo de Escola Aberta para o trabalhador, acessível e atraente para um público representativo da população brasileira. O Projeto evidenciou que a Escola representa uma potente estratégia de acesso e democratização ao conhecimento.


Palavras-chave


Qualificação profissional. Escola do Trabalhador. E-learning. MOOC.

Texto completo:

PDF

Referências


BARRON, B. Sparking self-sustained learning: report on a design experiment to build technological fluency and bridge divides. Int J Technol Des Educ, v. 17, p. 75-105, 2007. Disponível em: https://www-cs.stanford.edu/people/eroberts/papers/IJTDE-2007/SelfSustainedLearning.pdf. Acesso em: 10 jun. 2018.

BICALHO, R. N. M.; LIMA, D. C. Aplicação do modelo ADDIE em cursos técnicos a distância: um relato de experiência. In: III Seminário Internacional de Educação a Distância, 2017, Rio Grande Norte. Anais [...]. Natal: IFRN, 2017.

BRASIL. Resolução Codefat nº 783, de 26 de abril de 2017. Reestrutura o Plano Nacional de Qualificação – PNQ. Diário Oficial da União, Brasília, DF: Ministério do Trabalho, [2017]. Disponível em: http://www.normaslegais.com.br/legislacao/ resolucao-codefat-783-2017.htm. Acesso em: 10 jun. 2018.

CANEVACCI, M. A. Comunicação entre Corpos e Metrópoles. Signos do Consumo. Revista USP, v. 1, n. 1, p. 8-20, 2009. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/ signosdoconsumo/article/view/42762. Acesso em: 10 jun. 2018.

CARMO, H.; CARMO, T. M. Valor dos Massive Open Online Course (MOOC) na educação para a cidadania. Inclusão Social, Brasília, v. 10 n. 1, p. 33-48, 2016. Disponível em: http://revista.ibict.br/inclusao/article/view/4171/3642. Acesso em: 26 mar. 2019.

CONOLE, G. MOOCs as disruptive technologies: strategies for enhancing the learner experience and quality of MOOCs. RED. Revista de Educación a Distancia, v. 50, n. 2, 2016. Disponível em: http://www.um.es/ead/red/50. Acesso em: 05 jul. 2018.

COLL. C. El curriculo escolar en el marco de la nueva ecologia del aprendizaje. Aula de innovación educativa, p. 31-36, 2013. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/20319227.pdf. Acesso em: 17 fev. 2019.

CREELMAN, A.; EHLERS, U-D; OSSIANNILSSON, E. Perspectives on MOOCs Quality – an account of the EFQUEL MOOC Quality Project. The Internacional Journal for Innovation and Quality in Learning, v. 2, n. 3, 2014. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/282157401_Perspectives_on_MOOC_quality-_An_Account_of_the_EFQUEL_MOOC_Quality_Project. Acesso em: 20 fev. 2019.

FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations Rome). A guide for designing and developing e-learning courses, 2011. Disponível em: http://www.fao.org/3/i2516e/i2516e.pdf. Acesso em: 17 fev. 2019.

FERNÁNDEZ, T.; DIAS, B. Objetos de aprendizagem poéticos: máquinas para construir territórios de subjetivação. In: 24º Encontro Nacional da ANPAP, 2015, Rio Grande do Sul. Anais [...], Rio Grande do Sul, 2015. Disponível em: http://anpap.org.br/anais/2015/simposios/s8/tatiana_fernandez_belidson_dias.pdf. Acesso em: 20 fev. 2019.

FILATRO, A. Design Instrucional na prática. São Paulo: Pearson Education Brasil, 2008.

FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M. RAMOS, M. O trabalho como princípio educativo no projeto de educação integral de trabalhadores. Excertos, 2005. Disponível em: http://redeescoladegoverno.fdrh.rs.gov.br/upload/1392215839_O%20TRABALHO%20COMO%20PRINC%C3%8DPIO%20EDUCATIVO%20NO%20PROJETO.pdf. Acesso em: 05 jul. 2018.

KENSKI, V. M. Design instrucional para cursos online. São Paulo: Editora Senac, 2015.

KUH, G. D. Guiding principles for creating seamless learning environments for undergraduates. Journal of College Student Development, v. 37, n. 2, p. 135-148, 1996. Disponível em: https://eric.ed.gov/?id=EJ527218. Acesso em: 17 fev. 2019.

LEMOS, A.; LÉVY, P. O futuro da internet: em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo: Paulus, 2010.

LITTO, F. A nova ecologia do conhecimento: conteúdo aberto, aprendizagem e desenvolvimento. Revista Inclusão Social, v. 1, n. 2, 2006. Disponível em: http://revista.ibict.br/inclusao/article/view/1520/1722. Acesso em: 17 fev. 2019.

MATTAR, J. Design educacional: educação a distância na prática. São Paulo: Artesanato Educacional, 2014.

MILL. D. Dicionário Crítico de Educação e Tecnologias e Educação a Distância. Campinas, São Paulo: Papirus, 2018.

MORENO, A. J. Cómo implementar el e-learning en los procesos de enseñanza-aprendizaje? Observatório Tecnológico, 2013. Disponível em: http://recursostic.educacion.es/observatorio/web/ca/internet/recursos-online/1089-icomo-implementar-el-e-learning-en-los-procesos-de-ensenanza-aprendizaje. Acesso em: 10 jan. 2019.

MORENO, R.; MAYER, R. Interactive Multimodal Learning Environments Special Issue on Interactive Learning Environments: Contemporary Issues and Trends. Educ. Psychol. Rev., v. 19, p. 309-326, jun, 2007. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/b226/d7f2cb6983d9003234a0c9fff221d087656e.pdf. Acesso em: 05 jul. 2018.

PALANGE, I. Produção de design instrucional para EaD: aprendizagem autodirigida, aprendizagem colaborativa, conectivismo e modelo ADDIE. In: MARIA VENI KENSKI. Design Instrucional. Editora Senac: São Paulo, p. 235-275, 2015.

RAMOS, W. M. et al. Desafios e oportunidades na criação de uma Escola Virtual para o Trabalhador Brasileiro. In: XV Congresso Brasileiro de Ensino Superior a Distância – ESUD e IV Congresso Internacional de Educação Superior a Distância, 2018, Rio Grande do Norte. Anais [...], Natal: UFRN. Disponível em: https://esud2018.ufrn.br/wp-content/uploads/187511_1ok.pdf. Acesso em: 10 jan. 2019.

RIBEIRO, L. O. M.; CATAPAN, A. H. Plataformas MOOC e redes de cooperação na EaD. Revista em Rede, v. 5, n. 1, 2018. Disponível em: https://www.aunirede.org.br/revista/ index.php/emrede/article/view/297. Acesso em: 17 abr. 2019.

SANTO, E. E. et al. Desafios pedagógicos na implantação de cursos MOOC: um relato de experiência na UFRB. Revista em Rede, v. 3, n. 1, 2016. Disponível em: https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/53. Acesso em: 17 abr. 2019.

SAVIANI, D. O trabalho como princípio educativo frente às novas tecnologias. 1998. Disponível em: http://forumeja.org.br/go/files/demerval%20saviani.pdf. Acesso em: 05 jul. 2018.

SHARPLES, M. Seamless learning despite context. In: Wong, Lung-Hsiang; Millard, Marcelo Milad Marcus Specht (org.). Seamless Learning in the Age of Mobile Connectivity. Singapore: Springer Science+Business Media, 2015.

SILVA, E. L; CUNHA, M. V. A formação profissional no século XXI: desafios e dilemas. Ci. Inf., v. 31, n. 3, p. 77-82, 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/%0D/ci/v31n3/a08v31n3.pdf. Acesso em: 02 dez. 2018.

STANTON, N.; STAMMERS, R. B. Learning styles in a nonlinear training environment. In: MCALEESE, R.; GREEN. C. (orgs.). Hypertext: State of the Art. Oxford: Intellect, 1990.

TECMINHO. Carta da qualidade para o E-learning em Portugal, Portugal, p. 1-12, 2014. Disponível em http://www.panoramaelearning.pt/wp-content/uploads/2014/12/Carta_da_Qualidade_elearning.pdf. Acesso em 10 jul. 2018.

TILVE, D. F.; NÚÑEZ, Q. Á.; FERNÁNDEZ , R. M. E-learning: otra manera de enseñar y aprender en una universidad tradicionalmente presencial. estudio de caso particular. Revista de currículum y formación del profesorado, v. 17, n. 3, 2013. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/567/56729527016.pdf. Acesso em: 10 jan. 2019.

TORRENT-SELLENS, J.; FICAPAL-CUSÍ, P.; BOADA-GRAU, J. E-learning, vocational training and employability for the unemployed: survey design and validation. eLC Research Paper, v, 9, p. 35-44, 2014. Disponível em: http://elcrps.uoc.edu/elcrps/index.php/ elcrps/article/view/2484.html. Acesso em: 10 jan. 2019.

VASCONCELOS, R.; AMORIM, M. Qualificação profissional no Pronatec e as demandas do neodesenvolvimentismo lulo-petista: formação voltada para empregabilidade. Trabalho necessário. v. 16, n. 30, p. 129 -155, 2018. Disponível em: http://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/10090/7021. Acesso em: 20 dez. 2018.

VIANNA, Y. et al. Gamification, Inc: como reinventar empresas a partir de jogos. Rio de Janeiro: MJV, 2013.

WERKEMA, M.C.C. Ferramentas estatísticas básicas para o gerenciamento de processos. Belo Horizonte: Fundação Cristiano Ottoni, 1995.

WONG, L.H.; LOOI, C.K. What seams do we remove in mobile assisted seamless learning? A critical review of the literature. Computers and Education, Amsterdam, v. 57, n. 4, p. 2364-2381, 2011. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/ article/pii/S0360131511001369. Acesso em: 20 dez. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Wilsa Maria Ramos, Rute Nogueira de Morais Bicalho, Danielle Xabregas Pamplona Nogueira, Lívia Veleda Sousa Melo, Janaína Angelina Teixeira

EmRede - Revista de Educação a Distância, Porto Alegre, RS, Brasil.

ISSN: 2359-6082

Classificação em Qualis Periódicos B4 (2019)
Indexação (consulte a seção Sobre)


Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional ((CC BY-NC-SA 4.0).