EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A ESCASSEZ NO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR: O PAPEL DO POLO DE APOIO PRESENCIAL

Autores

  • Juliana Bordinhão Diana Universidade Federal de Santa Catarina http://orcid.org/0000-0002-9767-1796
  • Araci Hack Catapan Universidade Federal de Santa Catarina
  • Fernando José Spanhol Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Educação a Distância, Acesso ao ensino superior, Polo de apoio presencial, Escassez,

Resumo

A economia e a educação são fatores considerados essenciais para o desenvolvimento social de uma nação. No conceito da economia, a educação é infraestrutura social, sendo assegurada pela legislação brasileira. No ensino superior, essa seguridade não é plenamente contemplada, podendo ser considerada como um bem escasso. O avanço tecnológico potencializa o acesso ao ensino superior pela Educação a Distância com a implantação dos polos de apoio presencial. Este artigo tem o objetivo de descrever como a educação a distância pode contribuir com a redução da escassez de acesso ao ensino superior. Este estudo analisa uma possível relação entre a economia e o polo de apoio presencial. Quanto ao acesso ao ensino superior destaca-se que a EaD e os polos de apoio presencial supera em parte a escassez.

Biografia do Autor

Juliana Bordinhão Diana, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, pela Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC. Mestre em Engenharia e Gestão do Conhecimento, pela Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC (2015). Especialização em Informática na Educação, pela Universidade Estadual de Londrina, UEL (2010). Graduada em Licenciatura em Ciências - Habilitação em Biologia pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (2006). Atuou como coordenadora de polo de Educação a Distância, no Polo Sorocaba, pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA).Trabalha na Área da Educação, atuando em cursos de formação continuada na modalidade à distância na função de tutor à distância, pesquisador e Orientador de TCC. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação a distância, polo de apoio presencial, design instrucional e produção de conteúdo para cursos a distância. 

Araci Hack Catapan, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Palmas (1982), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1993) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001). Especialista em Curriuclo e Filosofia pela PUCMG. Atualmente é professora associada II da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência em todos os níveis de Educação. Atua em pesquisa, ensino e extensão, com ênfase nos seguintes temas: Educação a Distância (EaD), cibercultura, tecnologia, Gestão de conheicmento, midia e conheciento, pedagogia digital, formação de professores, tecnologia de comunicação digital e software. Atua nos programas de Pós Graduação da Engenharia e Gestão do Conhecimento e no Programa de pós-graduação em Educação. É consultora para os sistemas UAB/CAPES e Rede e_Tec Brasil. É coordenadora do núcleo de pesquisa Científica em Educação a Distância CNPq. É participante do Grupo de Pesquisa em Avaliação e Gestão na Educação (CNPq ? DGP). Coordena o núcleo de ensino pesquisa e extensão ATELIERTCD/CED/UFSC e os Projetos de pesquisa Currículo Referência para o Sistema e-Tec Brasil; metodologias e experiências exitosas na implementação da Rede e-Tec: Objetos Digitais de Ensino-aprendizagem. Participa como Pesquisadora no projeto de certificação de tecnologias educacionais/SEB/MEC. Faz parte do conselho editorial da revista TRAVESSIAS. Pertence ao comitê científico da ABED. Coordenadora da Comissão Própria de Avaliação Institucional da UFSC de 2004 a 2008. Diretora de Ensino de graduação 2004 a 2006 e diretora de Educação a Distância 2005 a 2008, na UFSC. Líder do Laboratório de Habitats de Inovação e Empreendedorismo www.inlab.ufsc.br

Fernando José Spanhol, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorado e Mestrado em Midia e Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Graduação - Pedagogia pela UNOCHAPECO. Professor do Bacharelado em Tecnologia de Informação e Comunicação da UFSC/Ararangua e Professor na Pos-Graduaçao do PPEGC e PPGTIC da UFSC. Orientador nas linhas de pesquisa: Mídia e Conhecimento e Gestão do Conhecimento. Líder do Grupo de Pesquisa Mídia e Conhecimento e membro do Grupo de Pesquisa Tecnologia, Gestão e Inovação no CNPQ. É Conselheiro Ciêntifico da ABED ( Associação Brasileira de Educação a Distancia); Avaliador da Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância - (RBAAD) Avaliador Ad-Hoc para Educação a Distância do INEP; CAPES/UAB e CEE-SC. Já atuou como Vice Reitor Convidado na Universidade Estadual do Tocantins; Chefe da Assessoria Técnica da Fundação Radiodifusão Educativa do Estado do Tocantins; Cordenador UAB; Gerente Executivo do LED/DeGC/UFSC (Laboratorio de Educação a Distância); Diretor da ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância); Chefe do Serviço de Expediente do DeGC/UFSC (Departamento de Engenharia do Conhecimento); Supervisor do LANTEC/CED/UFSC; Diretor técnico da TV FLORIPA - NET ? Fpolis; Coordenador do Pólo da ABED/SC; Professor no curso de pedagogia da UNIVALI.Membro da Comissão Própria de Avaliação da UFSC. Atua em educação a distância desde a década de 90, tendo concluído orientações em TCC, especialização, dissertação e tese; Integrou em mais de 60 bancas de defesa de monografia, dissertação de Mestrado e tese de Doutorado; Participação em mais de 50 comissões de avaliação e credenciamento para Educação a Distância da SESU; SEED; INEP; CAPES/UAB e CEE-SC Áreas de pesquisa: Projeto, Gestão e Legislação de Educação a Distância, Desenho Educacional, Sistemas de Tele/Videoconferência, Tecnologia Educacional, TV digital, Convergência de Mídias, Educação Continuada, Educação de Adultos, Teorias de Aprendizagem, Midia e Conhecimento, Gestao do Conhecimento.

Referências

ALONSO, K.M. A expansão do ensino superior no Brasil e a EaD: dinâmicas e lugares. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1319-1335, out-dez. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v31n113/14.pdf>. Acesso em: 23.maio 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm>. Acesso em: 23.maio 2017.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP. Censo da educação superior 2012: resumo técnico. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira, 2014. Disponível em: <http://download.inep.gov.br/download/superior/censo/2012/ resumo_tecnico_censo_educacao_superior_2012.pdf>. Acesso em: 23.maio 2017.

____. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP. Censo Escolar da Educação Básica 2013: resumo técnico. Brasília: O Instituto, 2014. Disponível em: <http://download.inep.gov.br/educacao_basica/censo_escolar/ resumos_tecnicos/resumo_tecnico_censo_educacao_basica_2013.pdf>. Acesso em 23.maio 2017.

____ . Resumo técnico: Censo da educação superior 2014. – Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2016. Disponível em: <http://download.inep.gov.br/download/superior/censo/2014/resumo_tecnico_censo_educacao_superior_2014.pdf>. Acesso em: 23.maio 2017.

BRASIL. Ministério da Educação - MEC. Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/ D9057.htm>. Acesso em: 30.maio 2017.

____. Decreto nº 5.800, de 8 de junho de 2006. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/D5800.htm>. Acesso em: 23.maio 2017.

____. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm>. Acesso em: 23.maio 2017.

____. Referenciais de qualidade para Educação superior a distância – versão preliminar. Secretaria de Educação a Distância, Brasília: [s.n.]. 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/referenciaisead.pdf>. Acesso em: 30.maio.2017

____. Resolução nº1, de 11 de março de 2016. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=35541-res-cne-ces-001-14032016-pdf&category_slug=marco-2016-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 23.maio 2017.

____. Universidade Aberta do Brasil. Portal Universidade Aberta do Brasil. 2010. Disponível em: <http://uab.capes.gov.br/>. Acesso em: 23.maio 2017.

CORBUCCI, P.R. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA. Evolução do acesso de jovens à educação superior no Brasil. Brasília: IPEA, 2014.

DIANA, J. B. O polo de apoio presencial e o desenvolvimento socioeconômico: uma leitura do entorno. 2015. Dissertação (Mestrado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015. Disponível em: <http://btd.egc.ufsc.br/wp-content/uploads/2015/06/Juliana-Bordinh%C3%A3o-Diana.pdf>. Acesso em: 27.maio.2017.

HALL, R.E. Macroeconomia: princípios e aplicações. São Paulo: Cengage Learning, 2003.

KASSICK, C.N.; DUTRA, P.R.S.; BENTO, J.S. (org) O processo de gestão institucional na Rede e-Tec Brasil - Coleção Gestão e Docência na EaD. Florianópolis: NUP/CED/UFSC, 2015. Disponível em: <http://www.etec.ufsc.br/file.php/1/etec/assets/1_gpgi.pdf>. Acesso em 23.maio 2017.

MENDES, C.M.; TREDEZINI, C.A.O.; BORGES, F.T.M.; FAGUNDES, M.B.B. Economia (introdução). Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração - UFSC. 2007.

OLIVEIRA, R.P. O direito à Educação na Constituição Federal de 1988 e seu restabelecimento pelo sistema de Justiça. Revista Brasileira de Educação. Mai/Jun/Jul/Ago, n. 11, 1999. Disponível em: <http://www.egov.ufsc.br/portal/ conteudo/o-direito-%C3%A0-educa%C3%A7%C3%A3o-na-constitui%C3%A7%C3%A3o-federal-de-1988-e-seu-restabelecimento-pelo-sistema-de>. Acesso em: 30.mai.2017.

PARKIN, M. Economia. 8. ed. São Paulo: Addison Wesley, 2009.

PRETI, O. Educação a distância: fundamentos e políticas. Cuiabá: EdUFMT, 2009.

SINGER, P. O que é economia. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2011.

Publicado

2017-10-14

Como Citar

Diana, J. B., Catapan, A. H., & Spanhol, F. J. (2017). EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A ESCASSEZ NO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR: O PAPEL DO POLO DE APOIO PRESENCIAL. EmRede - Revista De Educação a Distância, 4(2), 317-327. Recuperado de https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/236