A IMPLANTAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM PARA OS CURSOS PRESENCIAIS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO

Rosana Abutakka Vasconcelos dos Anjos, Kátia Morosov Alonso, Alexandre Martins dos Anjos

Resumo


O presente artigo tem por objetivo relatar a experiência vivenciada na Universidade Federal de Mato Grosso, relativa ao processo de implantação dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem para os cursos presenciais da Instituição. O artigo apresenta um detalhamento das etapas realizadas para a consecução dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem, como o planejamento de infraestrutura, a integração dos Ambientes com o Sistema Acadêmico da Universidade, o Design do Ambiente Virtual, bem como pormenoriza o processo de capacitação realizado com os professores, relativo à utilização desses Ambientes, apresentando dados parciais dos Institutos e Faculdades que participaram das capacitações, o que de certa forma, retrata o nível de aceitação ou possível rejeição desse recurso. A proposta metodológica está pautada na revisão bibliográfica, no relato da experiência vivenciada e em análise documental. 


Palavras-chave


Ambientes Virtuais de Aprendizagem; Tecnologias da Informação e da Comunicação; Educação mediada por Tecnologias.

Texto completo:

PDF

Referências


ANJOS, Alexandre M. dos. Tecnologias da informação e da comunicação, aprendizado eletrônico e ambientes virtuais de aprendizagem. In: MACIEL, Cristiano (Org.). Educação a Distância – Ambientes Virtuais de Aprendizagem. Cuiabá: EdUFMT, 2013.

DILLENBOURG, P. Virtual Learning Environments. Eun Conference. Learning In the new millennium: building new education strategies for schools. Workshop on Virtual Learning Environments. University Of Geneva: 2000.

GABARDO, Patrícia; QUEVEDO, Silvia R. P.; ULBRICHT, Vânia R. Estudo Comparativo das Plataformas de Ensino-Aprendizagem. Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação. 2010. Disponível em < https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/16888> . Acesso em: 09 jun. 2014.

FILATRO, Andrea. Design Instrucional na Prática. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2008.

MOODLE.ORG – Comunidade Moodle. Disponível em . Acesso em: 09 mar. 2014.

PEIXOTO. Joana. 2º Webinar Geted - Mesa Redonda 2. Publicado em 2012. Disponível em < https://www.youtube.com/watch?v=5yPtlnicUok> Acesso em: 14 abr. 2014.

SILVA, Danilo Garcia. Análise Sobre o uso dos Relatórios de Atividades do Moodle no Acompanhamento do Processo de Aprendizagem de Alunos em Cursos de Graduação. 2011. 136 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós Graduação em Educação. PPGE/UFMT, Cuiabá, 2011.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO. Secretaria de Tecnologias da Informação e da Comunicação. Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas. Cuiabá, 2011. 10 p.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO. Secretaria de Tecnologias da Informação e da Comunicação. Modelo e dicionário de dados – Ambientes Virtuais de Aprendizagem. Cuiabá, 2011. 3 p.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO. Secretaria de Tecnologias da Informação e da Comunicação. Caso de uso - Ambientes Virtuais de Aprendizagem. Cuiabá, 2011. 3 p.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO. Secretaria de Tecnologias da Informação e da Comunicação. Documento de Visão - Ambientes Virtuais de Aprendizagem. Cuiabá, 2011. 5 p.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO. Secretaria de Tecnologias da Informação e da Comunicação. Projeto de extensão: Ambientes Virtuais de Aprendizagem em contexto de educação presencial: utilização e criação de cursos virtuais. Cuiabá, 2013. 10 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista EmRede



EmRede - Revista de Educação a Distância, Porto Alegre, RS, Brasil.

ISSN: 2359-6082

Classificação em Qualis Periódicos B4 (2019)
Indexação (consulte a seção Sobre)


Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional ((CC BY-NC-SA 4.0).