Cerimônia de abertura do ESUD e CIESUD apresenta experiências, desafios e novas tecnologias para a educação a distância no Brasil

Redação: Fiama Bamberg

Experiências, desafios e o uso da tecnologia Blockchain foram discutidos na cerimônia de abertura do Esud e Ciesud 2019.

Começou na tarde desta terça-feira (26) o XVI Congresso Nacional de Ensino Superior a Distância (ESUD) e o V Congresso Internacional de Educação Superior a Distância (CIESUD), em Teresina, Piauí, que tem como anfitriã o Centro Universitário Uninovafapi. Para compor a mesa de abertura estavam: o presidente da Associação Universidade em Rede (UniRede), Alexandre dos Anjos; o reitor da Uninovafapi, Carlos Alberto Ramos Pinto; o professor Gildásio Guedes Fernandes, da Universidade Federal do Piauí e a vice-reitora da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Nadir Nogueira.

Para iniciar a cerimônia de abertura do ESUD e CIESUD o reitor do Centro Universitário Uninovafapi, Carlos Alberto Ramos Pinto, apontou a necessidade do congresso:

“É uma honra para a Uninovafapi cediar este evento. […] a educação a distância é uma realidade, é uma necessidade. Acho pertinente o tema do congresso – desafios e responsabilidades – porque temos muito a avançar e muito a contribuir no Ensino Superior por meio da educação a distância”.

Na sequência, o professor Gildásio Guedes Fernandes, da Universidade Federal do Piauí (UFPI), levantou os objetivos e a missão da Universidade Aberta do Brasil (UAB), que se compromete em democratizar a educação e levar o conhecimento para as demais áreas que não possuem acesso à educação e, a EaD, é a responsável por levar a educação à estes.

“Não podemos esquecer que somos o único país do mundo a ter uma rede, compacta, voltada para o ensino superior a distância.”

Em seguida, o presidente da UniRede, Alexandre dos Anjos, tomou a palavra saudando todos os presentes e acrescenta que os eventos promovidos pela associação são de extrema importância para o desenvolvimento contínuo da educação a distância. Este ano com palestrantes nacionais e internacionais que trazem para o debate experiências vividas com a EaD em outros países e os resultados que obtiveram através do uso das novas tecnologias e grupos de pesquisas.

“Nós acreditamos que o tema, este ano, é muito importante também porque, além de refletir as preocupações em nossas regiões, ele passa por uma questão de institucionalização. Da consolidação da educação a distância no Brasil.”

A vice-reitora da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Nadir Nogueira, fez uso da palavra para agradecer a oportunidade do evento ser sediado no estado e expressa,

“O XVI Congresso Nacional de Ensino Superior a Distância (ESUD) e o V Congresso Internacional de Educação Superior a Distância (CIESUD) são dois grandes eventos que traz essa discussão da responsabilidade e dos desafios na perspectiva da consolidação do ensino a distância.”

Para finalizar a noite e dar continuidade à cerimônia de abertura, o professor da Universidade de Barcelona, Antonio Ramón Bartolomé Pina, ministrou a palestra “Blockchain: nuevos desafios para la EAD”. O termo blockchain é uma tecnologia utilizada no mercado financeiro por ser o ambiente onde ocorrem as transações financeiras e significa, teoricamente, “cadeia de blocos” e funciona como um registro digital criptografado e pode ser compartilhado por diferentes computadores ao mesmo tempo. A tecnologia blockchain surgiu em meados de 2008 como suporte para as transações de bitcoin e a primeira universidade a utilizar essa tecnologia foi a Woolf University, que possui cursos totalmente a distância.

« 1 de 2 »
Posted in ESUD, Notícias.