UniRede, Conif e Abruem reúnem-se na UnB para discutir os rumos da Educação Superior a Distância no Brasil

Qualidade da Educação a Distância está inserida no contexto das instituições públicas afirmou Marcus Tomasi, presidente da Câmara de EaD da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais  e Municipais (ABRUEM) durante a mesa-redonda que aconteceu esta manhã, durante o terceiro dia do Seminário Nacional UniRede. Para Vanessa Battestin, do CONIF, a institucionalização é que identifica na UniRede a oportunidade de ricas discussões para além do fomento da Universidade Aberta do Brasil (UAB)/CAPES, especialmente o coletivo da EaD na manutenção da qualidade da educação pública brasileira.

A mesa foi mediada pelo presidente da UniRede, Alexandre M. Anjos. No primeiro momento, o presidente da UniRede  destacou a presença do representante UniRede das Instituições Federais – Mára Lúcia Carneiro (UFRGS/UniRede); Representante UniRede dos Institutos Aline Pinto Amorim (IFRJ/UniRede);  Representante UniRede das Instituições EstaduaisKarina Marcon (UDESC/UniRede).

Alexandre dos Anjos, presidente da UniRede contextualizou a realização do Seminário Nacional Unirede a partir do tema “Convergência e Integração” e destacou a importância de ter as entidades ABRUEM e CONIF no evento, sobretudo a troca de experiências e o pensar sobre a Educação, em torno de realidades institucionais dos Institutos Federais, Universidades Estaduais e Municipais. Na sequencia dos trabalhos enalteceu a importância da realização do evento e da participação da ABRUEM na troca de experiências, especialmente o quesito Inovação no Ensino, ao considerar que podemos alterar a lógica de organização do ambiente e metodologia de aulas. Estes objetivos foram apresentados pelo professor Marcus, ocasião que deu centralidade aos objetivos da Câmara de EaD da ABRUEM. No fechamento das reflexões trazidas pela ABRUEM fez o convite para ampliarmos as discussões sobre a oferta de cursos a distância, no II Simpósio Internacional em Inovação da Educação no Ensino Superior, a ser realizado nos dias 26, 27 e 28 de junho em Florianópolis. A segunda explanação da mesa foi feito pela professora Vanessa Battestin Nunes (Instituto Federal do Espírito Santo) do CONIF. Na sua fala a professora Vanessa contemplou o trabalho realizado pelo CONIF acerca da institucionalização, uma vez que há ausência do MEC no que diz respeito a Diretrizes para institucionalização na EaD, destacou a falta de diálogo com o governo no sentido de potencializarmos educação híbrida, sem distinção presencial e a distância.  Professora Vanessa remeteu as quatro frentes de trabalhos desenvolvidos: 1)  levantamento da institucionalização EaD nas instituições CONIF; 2) os modelos de organização da EaD; 3) levantamento sobre matriz orçamentária; 4) e a formação de grupos de trabalho (GT) indicadores de rede. Por fim a professora Vanessa destaca sobre a importância de avançarmos no debate sobre matriz orçamentária e assistência estudantil aos acadêmicos da modalidade à distância.

O Seminário Nacional UniRede contou ainda com minicursos, oficinas e debates em torno de temas como: Regulação e avaliação da educação superior a distância e os referenciais de qualidade da EaD; Recursos Educacionais Abertos; Articulação e Financiamento da EaD; Cursos Massivos online; Reunião do conselho de representantes das instituições públicas de educação superior brasileiras e o Seminário da região Centro-Oeste.

Para saber mais sobre a UniRede, visite o nosso site, por meio do endereço eletrônico www.aunirede.org e associe-se.

Posted in Sem categoria.