A FORMAÇÃO INICIAL DOS FUTUROS PROFESSORES PARA O USO DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS: UMA ANÁLISE DAS MATRIZES CURRICULARES DE CURSOS DO RIO GRANDE DO SUL

Karina Pinto, Júlia Silva

Resumo


Neste artigo, procurou-se identificar se a resistência dos professores em realizar atividades a distância se dá pela falta de formação inicial para o uso de tecnologias digitais. Para isso, foi realizado o levantamento dos cursos de licenciaturas em instituições públicas e privadas no estado do Rio Grande do Sul via plataforma e-MEC. Em seguida, foram realizadas a análise documental de 155 matrizes curriculares dos cursos encontrados ativos na plataforma e-MEC, por um especialista da área educacional. Identificou-se que 68,6% das instituições não oferecem disciplinas obrigatórias, referente ao uso de novas tecnologias na educação. Como trabalhos futuros, pretende-se identificar percepção de professores e alunos referente as disciplinas ofertadas.


Palavras-chave


docentes; novas tecnologias; licenciatura

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. E. B.; MENEZES, L. C. B. O papel do gestor escolar na incorporação das TIC na escola: experiências em construção e redes colaborativas de aprendizagem. São Paulo: PUC-SP, 2004.

ANDRADE, F. G.; ROSITO, M. C.; SILVA, J. M. C. O que o professor pensa sobre os ambientes virtuais de ensino e aprendizagem: dificuldades, melhorias e novas funcionalidades. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA, 2015, Salvador, Anais... Salvador: 2015.

BLACKBOARD. Disponível em: Acesso em: jun. 2016.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP 009/2001. Diário Oficial da União, Brasília, 18 jan. 2002, Seção 1, p. 31. Disponível em: . Acesso em: jun. 2016.

_____. Decreto nº 6.300, de 12 de dezembro de 2007. Dispõe sobre o Programa Nacional de Tecnologia Educacional - ProInfo. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 13 dez. 2007. Disponível em: . Acesso em: jun. 2016.

_____. Ministério de Educação e do Desporto. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Brasília, DF: MEC/CNE, 2001.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em Rede - A era da informação: economia, sociedade e cultura, Vol. 1. São Paulo: Paz e Terra, 2000. p. 17-49.

CGIBR. Comitê Gestor da Internet no Brasil. Disponível em: . Acesso em: jun. 2016.

CUNHA, C. R.; SILVA, J. M. C.; BERCHT, M. Proposta de um Modelo de Atributos para o Aprimoramento da Comunicação Afetiva para Professores que atuam na Educação a Distância. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, Rio de Janeiro, 2008. Anais... Rio de Janeiro, 2008. p. 573-582.

CYBIS, A. T.; SCHIMITT, V.; DIAS, M. R. A. Ambientes Virtuais de Aprendizagem. In: CYBIS, A. T. (Org). Ambientes Virtuais de Aprendizagem: Em Diferentes Contextos. Rio de Janeiro: Editora Ciência Moderna, 2007.

E-PROINFO. Disponível em: . Acesso em: jun. 2016.

FREITAS, M. T. Letramento digital e formação de professores. Educação em Revista, v. 26, n. 03, p. 335-352, 2010.

GATTI, B. A.; BARRETO. E. S. de S. (Org.) Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: Unesco, 2009.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LISBÔA, E. et al. LMS em contexto escolar: estudo sobre o uso da Moodle pelos docentes de duas escolas do concelho de Braga. Educação, Formação & Tecnologias-ISSN 1646-933X 2.1, p. 44-57, 2009.

MARTIA, E. EAD: mudança de paradigmas pedagógicos. Disponível em: . Acesso em ago. 2016.

LOPES, A. M.; GOMES, M. J. Ambientes virtuais de aprendizagem no contexto do ensino presencial: uma abordagem reflexiva. 2007. Disponível em: . Acesso em: jun. 2016.

MOODLE. Disponível em: . Acesso em: jun. 2016.

PERRENOUD, P. Profissionalização do professor e desenvolvimento dos ciclos de aprendizagem. Cadernos de Pesquisa, 1999, n. 108, p. 07-26.

SANTOS, J. R. A Moodle nas práticas pedagógicas de uma escola básica: realidade ou ficção na inserção das TIC em sala de aula. Educação, Formação & Tecnologias-ISSN 1646-933X 5.1, p. 72-83, 2012.

TelEduc. Disponível em: . Acesso em: jun. 2016.

YAMAN, S. Technology Supported Learning Platform: Moodle Integrated Academic Course. Turkish Online Journal of Distance Education, v. 1, n. 2, p. 146-160, abr. 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista EmRede



EmRede - Revista de Educação a Distância, Porto Alegre, RS, Brasil.

ISSN: 2359-6082

Classificação em Qualis Periódicos B4 (2019)
Indexação (consulte a seção Sobre)


Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional ((CC BY-NC-SA 4.0).