Letramento Digital: desafios à formação docente

Autores

  • Jane Santos da Silva Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio)
  • Raphael Do Espírito Santo Mello e Pires Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio)
  • Diomario da Silva Junior Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Fabíola Fortes Roldan Carmo Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Palavras-chave:

Formação de professores, Educação a distância, tecnologias da informação e da comunicação

Resumo

A Educação a Distância e o uso cada vez mais presentes de novas tecnologias da informação e comunicação em sala de aula são marcos importantes. A análise do currículo das universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro e o cenário em que vivemos no início do ano de 2020 indicam que nossos docentes não estão preparados para articular metodologias de ensino e tecnologias, tornando os grandes conglomerados líderes do processo de informatização do ensino. Ressaltamos que o artigo, porém, não se pretende à área de Tecnologia, mas aos debates sobre formação de professores, discutindo tais relações e sinalizando a necessidade imperiosa de que os futuros professores sejam apresentados às novas tecnologias e não se sintam diminuídos devido ao uso de ferramentas como o Google for Education e toda a sua conjunto de programas.

Biografia do Autor

Jane Santos da Silva, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio)

Graduada em História pela Faculdade de Humanidades Pedro II e em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestre em Política Social e Trabalho da Pós-Graduação da Faculdade de Serviço Social da Universidade Estadual do Rio de Janeiro e doutora em Serviço Social na mesma Universidade (UERJ). Atualmente é docente, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO),no Departamento de Fundamentos da Educação da Escola de Educação. 

Raphael Do Espírito Santo Mello e Pires, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio)

Graduado em História na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro no âmbito de seu curso à distância (CEDERJ-UAB/ UNIRIO). Pesquisa sobre Educação a Distância e desigualdade social.

Diomario da Silva Junior, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Graduado em Geografia (UFRJ) e História (FAHUPE). Pós Graduado em História da África e do Negro no Brasil. Professor de Educação Básica das Redes Pública e Privada do Rio de Janeiro. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e doutorando na mesma instituição

Fabíola Fortes Roldan Carmo, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Pedagoga formada pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, mestranda no programa de Educação e Contextos Contemporâneos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Referências

ABED. Legislação em EaD. Disponível em: http://www.abed.org.br/. Acesso em: 25 mar. 2020.

BRASIL, Portaria n. 343, de 17 de março de 2020. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Disponível em: http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376. Acesso em: 07 abr. 2020.

CO, B. Moacir Gadotti. Youtube. 2016. (4m44s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=JhHe-q7dF9g. Acesso em: 24 fev. 2020.

FERREIRA, P. Coronavírus: MEC regulamenta aulas à distância para o ensino superior por 30 dias. Disponível em: https://oglobo.globo.com/sociedade/coronavirus-mec-regulamenta-aulas-distancia-para-ensino-superior-por-30-dias-24311999. Acesso em: 19 mar. 2020.

FRAGA, É. Brasil corre risco de ter professores em excesso e sem emprego nos próximos anos. Disponível em: encurtador.com.br/iCEZ3. Acesso em: 25 mar. 2020.

GOOGLE. Google for Education. 2020a. Disponível em: https://edu.google.com/intl/pt-BR/?modal_active=none. Acesso em: 18 mar. 2020.

GOOGLE. Google for Education: missão e valor. 2020b. Disponível em: https://about.google/intl/ALL_br/. Acesso em: 28 mar. 2020.

HARVEY, D. Condição Pós-Moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Edições Loyola, 2008, p. 341.

IVIC, I. Lev Semionovich Vygotsky. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010, p. 140.

LANIER, J. Dez argumentos para você deletar agora suas redes sociais. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2018, p. 145.

LÉVY, P. Cibercultura. 2. ed. São Paulo: Editora 34, 2000, p. 246.

MARTINO, L. M. S. Três hipóteses sobre as relações entre mídia, entretenimento e política. Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, número 6, p. 137-150, jul./dez. 2011.

MENDES, G. M. L. Manifestação contrária à Portaria 343/2020 – MEC. Acesso em: 25 mar. 2020.

PEREIRA, J. S. Formação de educador@s nas tecnologias digitais: tecendo possibilidades. Novas tecnologias na Educação, Rio Grande do Sul, v. 2, n. 2., jul. 2010.

PISCHETOLA, M.; DALUZ, L. B. A ecologia dos meios e a tecnologia como imersão cultural. Revista Contrapontos – Eletrônica, Itajaí, v. 18, n. 3, jul./set. 2018, p. 197-211.

PISCHETOLA, M.; HEINSFELD, B. D. “Eles já nascem sabendo!”: desmistificando o conceito de nativos digitais no contexto educacional”. Novas tecnologias na Educação, Rio Grande do Sul, v. 16, n. 1, jul. 2018.

PRENSKY, M. Nativos digitais, imigrantes digitais. On the Horizon. NCB University Press, on-line, v. 9, n. 5, out. 2001. Tradução: Roberta M. de J. de Souza. Disponível em: http://www.colegiongeracao.com.br/novageracao/2_intencoes/nativos.pdf. Acesso em: 21 nov. 2018.

RAMOS, D. K. A formação de professores para o uso das tecnologias: um mosaico de concepções e emoções. Novas Tecnologias na Educação, Rio Grande do Sul, v. 7, n. 1, jul. 2009, p. 1-11.

RIEDNER, D. D. T.; PISCHETOLA, M. Tecnologias Digitais no Ensino Superior: uma possibilidade de inovação das práticas?, Educação, Formação & Tecnologia, Portugal, v. 9 n. 2, 37-55, 2016.

THE OPEN UNIVERSITY. Innovating pedagogy 2020. 8. ed. Reino Unido: The Open University, 2020, p. 49.

VICENTE, D. E. V. G.; EIDELWEIN, M. P. Novos lugares para aprender: o google nos polos de apoio presencial do sistema Universidade Aberta do Brasil. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 37, n. 1, jan./jun. 2016, p. 7-22.

Publicado

2020-11-06

Como Citar

Silva, J. S. da, Pires, R. D. E. S. M. e, Junior, D. da S., & Carmo, F. F. R. (2020). Letramento Digital: desafios à formação docente. EmRede - Revista De Educação a Distância, 7(2), 15-29. Recuperado de https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/613